O que fazer quando estiver sozinho durante uma crise de pânico

O que fazer quando estiver sozinho durante uma crise de pânico

Passar por uma crise de pânico não é fácil. Por mais que você saiba que as sensações desagradáveis já aconteceram uma vez e vão passar logo, sempre é muito doloroso encarar esse período de 10 a 20 minutos. Você começa a sentir o coração acelerado, uma agonia seguida de enjoo, calafrios e pensamentos negativos do tipo “vou morrer”. É reconfortante estar perto de alguém nesses momentos, principalmente amigos e familiares, que vão ajudar. Mas o que acontece se entrarmos em crise sem ninguém por perto?

Ficar sozinho por algumas horas era um desafio para mim, principalmente durante à noite. Sempre organizava a rotina pensando em como pedir socorro. Após falar sobre esse medo ao terapeuta, descobri que a preocupação era pior, pois criava uma série de pensamentos negativos que proporcionam mais crises. Embora seja preciso buscar um tratamento com um profissional, há exercícios para o dia a dia que ajudam bastante. Passo neste texto uma atividade para momentos de crise quando não há ninguém por perto.

Leia também:
Tive uma recaída, e agora?

Quando estiver passando por uma transtorno sozinho, pense durante cinco minutos:

1º minuto – é mais uma crise.

Quando começar uma crise e você estiver sozinho, a tendência é que fique com muito medo, pois não quer desmaiar e não conseguir pedir socorro. É importante buscar um lugar para sentar. As crises não costumam ocasionar desmaios, mas é necessário que fique num lugar confortável. Pergunte para você mesmo: vai acontecer algo de ruim? Para responder, lembre-se que você já teve o mesmo tipo de sensação a dias ou meses atrás e nada de grave aconteceu. Além disso, lembre-se que há muitas pessoas que sentem os mesmos medos e que é uma crise que afeta você, mas não é algo que seja mortal.

2º minuto – encare o pânico

Pense no pânico como um mecanismo que é ativado em determinadas situações. Mas esse sistema precisa ser alimentado. Quanto mais combustível, mais ele fica potente. Neste contexto, o combustível são esses pensamentos catastróficos. Vamos trocar ele por pensamentos positivos: no máximo o que vai ocorrer é uma tontura. A crise é horrível, mas não representa nenhum perigo.

Fale para você:

É raro um ataque fulminante em alguém.

As pessoas que têm um infarto são predispostas a tê-lo. Além disso, os médicos já diagnosticaram alguma doença. Ou seja, não vou morrer.

Nunca tive doença nenhuma

Depois vou ao médico e farei um check-up e verei que está tudo bem

Muitas pessoas com ansiedade vivem sozinhas conseguem controlar o medo

3º minuto – ela (a crise de pânico) tem tempo para passar

Os ataques do pânico têm hora para acabar. Após atingirem o pico máximo, eles começam a perder força. Ou seja, ele passará com você acompanhado ou sozinho. É a mesma coisa.

Veja vídeo
Como utilizar técnicas de enfrentamento no cotidiano com o terapeuta Paulo Rubens

4º minuto – relaxe e pense em coisas boas

Procure fazer um exercício de respiração. Você pode ver uma técnica clicando aqui. Mas é interessante que comece a pensar em coisas boas enquanto está sozinho. Na família, nos filhos e na esposa ou marido. Naquele conversa engraçada com os amigos, por exemplo. No filme preferido. Pense no outro lado!

5º minutos – estamos quase lá

Falta pouco para passar a crise de pânico enquanto você está sozinho, e as sensações estão diminuindo. É o momento de relaxar e começar perceber novamente o seu corpo. Os batimentos estão diminuindo. E, além disso, começar a perceber os sintomas do pânico. Tentar resgatar o que acabou de acontecer para depois você usar novamente caso tenha uma nova crise.

There was an issue loading your timed LeadBox™. Please check plugin settings.
There was an issue loading your exit LeadBox™. Please check plugin settings.
de autoria de: Eduardo Correia

Idealizador do projeto Pânico Terapia.

Existem 8 comentários para este artigo
  1. aniele at 7:06 pm

    Obrigada pelas dicas. Eu não gosto de estar so mas quando não da pra evitar eu me distraio vendo TV ou no celular e o tempo passa mais rapidamente, quando vejo já tem alguém em casa comigo

  2. cristina at 9:45 pm

    Não tenho nem palavras para agradecer entrar no meu fcbk e vêesses vídeos que tem me ajudado muito .tbm leio tds as publicações .ter pânico é muito ruim obrigado por vcs existe .grata

  3. alcineide de matos negreiros at 10:43 pm

    Nossa dou crise Orivel começo trabalha sem parar Para Esquecer os pençamentos Ruim mais luta ….afff meu Deus

  4. gorete at 11:23 pm

    muito interessante!
    como é bom o acesso a informações,ajuda muito! pois no momento de uma crise só quem tem a síndrome sabe o quanto é horrível…para mim o maior desafio é ficar só em casa mas tenho tentado me convencer que no meu lar é o melhor lugar.

  5. Lina at 6:59 am

    Det är så bra att någon har tagit tag i detta, att sända ut ett sådant budskap. Det är starkt och tyvärr något ganska nytt, men jag tror att många har fått ögonen öTdanpe.pack och fortsätt med din otroliga personlighet, en vänlig själ är vad du är!

  6. http://www.immobilienkredit.club/ at 8:47 pm

    You lost me, buddy. I mean, I assume I get what youre saying. I understand what you are saying, but you just seem to have overlooked that you’ll find some other individuals in the world who see this issue for what it genuinely is and may well not agree with you. You might be turning away alot of people who may have been supporters of your web site.

  7. Débora de oliveira soares at 1:00 am

    Olá , bom desde pequena sou muito anciosa ! E agora com meus 18 anos , isso piorou . tenho crises orriveis , parece que vou morrer , meu coração acelera muito , minhas mãos gelam , sinto falta de ar , tontura , formigações e etc . As vezes tenho medo , porque parece que vou infartar , oque fazer quando isso ocorrer ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>