Os benefícios do yoga para a ansiedade e síndrome do pânico

Os benefícios do yoga para a ansiedade e síndrome do pânico

Uma roupa confortável, combinando com a leveza dos pés descalços e o equilíbrio entre o corpo e a mente. Imagine um ambiente calmo, com música tranquila e uma voz serena ao fundo. As pernas e braços cansados das atividades diárias dão lugar para movimentos perfeitos. A descrição é de apenas um momento da prática do yoga. Embora não seja considerado uma terapia ou um sistema de cura, o método é uma ótima forma de buscar o reequilíbrio mental e físico.

Leia também:
Terapias alternativas: Reiki

Conversei com a mestra de yoga Sat Kriya Kaur (Grace Bender) sobre os benefícios da prática para quem tem ansiedade e síndrome do pânico. Confira:

Levando em conta que quando temos uma crise do pânico o nosso corpo começa a sofrer uma série de sensações, como taquicardia e falta de ar, o yoga pode nos ajudar?

Sat Kriya Kaur — Um dos principais trabalhos do yoga consiste exatamente em utilizar aquilo que é inerente a todo ser humano: o seu corpo físico e a respiração. Esses dois elementos são trabalhados como porta de entrada para uma intervenção prática e sistemática que atua nos mais diversos níveis da consciência. Em função disso, a prática do yoga passa a ser muito benéfica para casos que envolvam qualquer desequilíbrio mental ou emocional, pois o caminho que leva à clareza da percepção, à felicidade e à bem-aventurança, também passa pela harmonização e equilíbrio pessoal.

Podemos falar em uma ajuda para a ansiedade?

Sat Kriya Kaur — O yoga não chega a ser de fato uma terapia, muito menos um sistema de cura. Entretanto, como atua em diversos níveis do complexo corpo/mente, proporciona muitos benefícios à saúde e ao corpo. Nos casos em que desequilíbrios como crise de pânico se manifestam diretamente somatizados no corpo físico, a prática da plena atenção e consciência corporal, através de posturas adequadas, movimentos específicos e exercícios respiratórios permitem a absorção e mobilização do prana (energia vital) corretamente em nosso corpo. Importante sempre lembrar que as doenças e os transtornos em sua maioria não possuem causa em si mesmo, mas são possíveis sintomas que sinalizam uma causa anterior.

Leia também:
10 Atitudes para diminuir e controlar a sua ansiedade

Além dos benefícios para o corpo, em que mais a técnica ajuda?

Sat Kriya Kaur — Nem todas as vertentes de yoga utilizam ásanas (posturas) e pranayamas (exercícios respiratórios). No entanto, yogas como o Hatha Yoga e o Kundalini Yoga se valem do próprio corpo como ferramenta essencial para uma mudança nas estruturas mais profundas da mente. Desse modo, o verdadeiro Ser, e não mais os padrões mentais limitantes oriundos de impressões do subconsciente e condicionamentos passados, passa a ser aquele que conduz sua vida. Essa verdadeira identidade sobre quem nós somos, e a união completa com ela, é a finalidade última do yoga. Ao se expressar mais plenamente essa qualidade dentro do indivíduo, as percepções distorcidas sobre si mesmo e sobre a realidade são, gradualmente, dissolvidas.

Após, por exemplo, dois anos de yoga, qual será o resultado para mim?

Sat Kriya Kaur — Os resultados de uma prática extensiva de yoga dependem de muitos fatores. Em primeiro lugar, é preciso avaliar qual o propósito e a intenção com a prática. Os principais fatores, como comprometimento, dedicação, frequência e estilo de vida irão determinar boa parte dos resultados que você poderá obter. Por isso é muito delicado fazer alguma estimativa. No entanto, a curto e médio prazo você já poderá experimentar uma sensação de bem estar, de maior disposição e energia física e mental para realizar suas tarefas cotidianas.

Então o praticante terá uma mudança de postura no dia a dia?

Sat Kriya Kaur — O Kundalini Yoga, que é o yoga que ensino e pratico, tem como uma das principais funções levar a mudança de postura para o seu dia a dia, nas pequenas tarefas que você desempenha no mundo. Muito provável começará a mudar sua visão sobre o mundo, a dar mais atenção a cada ação que desempenha, deixando de viver no “modo automático” para viver mais consciente de si mesmo e de ser parte do todo, de sua unidade com o todo.

Yoga serve para todos as idades? Tem algum limite?

Sat Kriya Kaur — Sim, yoga é acessível para todas as idades. Também existem trabalhos de yoga específicos para cada fase da vida, há um cuidado para que os exercícios sejam adequados ao público nas diferentes faixas etárias, desde crianças até idosos. Cada instrutor deve lembrar sempre de prestar atenção aos limites de cada um.

Geralmente é preciso praticar semanalmente?

Sat Kriya Kaur — Gosto de pensar que sempre é melhor praticar uma vez por semana do que não praticar nunca ou não manter uma regularidade. O ideal seria praticar yoga todos os dias. Porém, o mais recomendável para obter resultados mais rápidos e duradouros é uma prática regular de 1 hora em 2 ou 3 vezes por semana. Caso não haja disponibilidade, uma vez por semana seria o mínimo para se alcançar os benefícios desejados. Práticas irregulares e sem constância, como em tudo na vida, acabam não surtindo muito efeito.

Dentro do ioga, há outras terapias?

Sat Kriya Kaur — Existe uma vertente bem específica de Yogaterapia que visa à aplicação de técnicas do yoga para a prevenção ou alívio de doenças mais comuns. Dentro do Kundalini Yoga também existe um trabalho de Numerologia Tântrica através do qual o professor consegue avaliar quais áreas da vida e da consciência do indivíduo necessitam de uma maior atenção, bem como quais exercícios e meditações específicos são mais recomendados para reequilibrar e energizar essas áreas. Como disse anteriormente, muitas doenças são apenas sintomas de um desequilíbrio subjacente.

There was an issue loading your timed LeadBox™. Please check plugin settings.
There was an issue loading your exit LeadBox™. Please check plugin settings.
de autoria de: Eduardo Correia

Idealizador do projeto Pânico Terapia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>